Creation Worldview Ministries
 
  Upcoming Events Latest Articles
April 23 - April 25
Liberty Fellowship Church
Denton, NC
April 27 - April 30
Pike Grace Brethern Church
Johnstown, PA
Age of the Earth / Universe
Paleomagnetism Busted!
Creation / Evolution Debate
Ham - Nye Debate
More… More…
   
   
   
An Educational Missionary Organization


English
Russian
Portuguese

Articles

 
Educação Baseada em Resultados

  Article Options
Back to ListBack to List
Print ArticlePrint Article

Qualquer pessoa que leia uma série dessas colunas por qualquer período de tempo acabará percebendo eu me desespero com a condição do sistema educacional norte-americano de hoje.

Há sempre pequenas sinopses de notícias sobre ciência nas margens da revista Scientific American. Na edição de maio 1998 eu encontrei este artigo:

"F's para as Escolas dos Estados Unidos - Resultados da comparação mais recente e mais abrangente da educação em 23 países mostrou que os alunos americanos do último ano do ensino médio ficaram atrás dos seus colegas estrangeiros mais do que qualquer um pudesse imaginar. Em provas de matemática geral, estudantes de apenas dois países - Chipre e África do Sul - se saíram piores do que os alunos do terceiro ano do ensino médio dos Estados Unidos. E nenhum país teve um desempenho inferior ao dos jovens norte-americanos em testes de matemática avançada e física.”

Isto é o que a Educação Baseada em Resultados (EBR), o Projeto 2000, Ebonics, multiculturalismo; “ensinar menos sobre muito”, ao invés de um “muito sobre menos”; e outros programas de educação liberal nos levaram à isso. Isso nos levou à nocaute. Não podemos mais competir no mercado mundial, porque os nossos "líderes" pensam que o igualitarismo deve ser também aplicado à educação.

O igualitarismo em nossas escolas públicas significa não mais exigir que nossos alunos passem nos exames rígidos antes de serem transferidos para as próximas séries. Não estamos mais exigindo um nível específico de conhecimento a ser adquirido antes da formatura, mas apenas um certificado de participação já é o prêmio. Agora é mais importante que as nossas crianças sintam bem consigo mesmas por causa de quem eles são, e não por causa de quanto eles sabem.

Com os créditos dado a Christian News da CFT, bons amigos da África do Sul, eu gostaria de compartilhar com você seus comentários e observações sobre as tentativas de se implementar o EBR, “Educação Baseada em Resultados”, nas escolas públicas sul-africanas. Lembre-se que a África do Sul tem sido levada ao comunismo desde que o Sr. Mandela foi eleito presidente.

Alguns desses itens irão surpeeendê-lo ao ver os esforços para se aplicar a mesma metodologia aqui nos EUA:

"O novo sistema de ensino baseado em resultados (EBR) tem o potencial para produzir caos na sala de aula. Muitos ... educadores têm relatado sobre um curso intensivo no EBR que já assistiram. Alguns trechos do curso são:

* Os alunos NUNCA devem ficar em fila única (indiana), pois é muito humilhante e militarista. As crianças são os cidadãos da África do Sul, tanto como os seus professores são - assim, eles devem ser autorizados a movimentar-se como eles desejarem.

* As crianças devem ser autorizados a copiar (colar) uns dos outros – isso é parte da democracia. Se um aluno tem uma resposta deve ser compartilhada com todos os outros.

* O aluno mais avançado deve esperar pelos outros para recuperar o atraso e deve tmabém ensinar os demais.

* O barulho deve ser a norma na escola. Se houver silêncio, isso mostra que nenhum aprendizado está acontecendo.

* É discriminatório classificar os alunos como leitores rápidos, médios ou lentos.

* Não deve haver testes ou exames pois isto é "injusto". É injusto para alguns saber as respostas, enquanto outros não.

* Não deve haver nenhum trabalho de exercício em matemática ou do alfabeto. Os alunos devem descobrir o conhecimento.

* O educador não deve nunca ser prescritivo, mas deve desenvolver a auto-imagem dos alunos.

* Educadores nunca deve fazer comentários como "bom" ou "ruim" - eles só devem comentar sobre o trabalho dos alunos.

O curso de quatro dias inicia os professores no novo sistema EBR. Eles foram então enviados de volta para introduzir esta mudança de paradigma igualitário em suas escolas.

O EBR tem produzido resultados desastrosos em boas escolas. A Nova Zelândia, país que serviu de modelo para o currículo de 2005 da África do Sul, recentemente eliminou o EBR de seu sistema educacional. Dr. Bill Spady ("pai" da EBR), durante sua visita à Africa do Sul em novembro, manifestou dúvidas sobre a possibilidade de sucesso do EBR na África do Sul.

"Por que a Secretaria de Educação ainda insistem em trazer o caos na sala de aula?"

Por que? Por que que os supostos educadores deste país estão promovendo esta falha óbvia? Por que nós temos que empurrar nossos melhores alunos para o baixo nível de menor realização?

Como professor, eu mantenho duas coisas muito presentes em mente. Primeiro, você não pode ajudar alguém ensinando abaixo do prórpio nível dela. Você deve incentivar e desafiá-los a vir para cima, crescer. Apenas os gnósticos (aqueles que dizem - "Eu sei, mas você não”, e “E se você quer saber, você tem que vir para mim") detêm o poder de retenção de conhecimento.

Em segundo lugar, aqueles que amam ensinar, ajudar os outros a adorar aprender.

   
   
         
   
   
Trusted Web Site VeriSign Identity Protection